Arquivos da categoria: Viva Positivamente

Links para começar a semana bem

Encontrei alguns textos legais pelas internets da vidaa e queria compartilhar com vocês, neste início de semana. Dá uma olhada:

* 365 Sorrisos – é da revista Sorria: foram 365 postais, entre 2012 e 2013. Dá pra você compartilhar muita coisa boa, com um bocado de gente, hein.

* Outro link ótimo, da Sorria, no Pinterest, é o “Revolução do Bem“, com “lembretes” ótimos!

* Esse post sobre o transporte público brasileiro - é pra refletir! Basta um pouco de esclarecimento pra saber que uma cidade só “tem jeito” quando investe em transporte público de qualidade (entre outras coisas básicas, como saneamento e segurança) e educa o seu povo a usar esse transporte. Enquanto a mentalidade for a de usar o “egomóvel” (achei o termo simplesmente perfeito) e o investimento for nesse individualismo, não acho que haverá jeito.

* Esse site, com “elogios de emergência” – porque às vezes a gente precisa disso, né?

* Essa série de fotos de sorrisos, na revista Vida Simples. Porque sorrir é bom mesmo!

É isso, por enquanto. Bom início de semana!

 

Bate-papo com o doutor do Bem-Estar: 10 coisas importantes no combate à obesidade

Alguém aqui já viu o programa Bem Estar, da Globo? Provavelmente a maioria já deu pelo menos uma olhadinha, né? Pois eu estive em São Paulo, a convite do #vivapositivamente, da Coca-Cola , pra um bate-papo com o médico Alfredo Halpern, aquele que dá dicas de saúde – especialmente acerca da obesidade – no Bem Estar.

Talvez pareça estranho a você que uma empresa de refrigerantes esteja à frente de uma conversa sobre obseidade – mas isso só se você não souber que a Coca-Cola procura incentivar que as pessoas se exercitem, se mexam, saiam do sedentarismo, para que gastem todas as calorias extras que consomem. Isso sem mencionar que a empresa tem outros produtos, como sucos e água (tem gente no grupo #vivapositivamente que nem toma refri, pode acreditar).

Anotei algumas coisas, entre muitas que o dr. Halpern falou no nosso bate-papo sobre saúde e obesidade e achei por bem listar aqui as 10 dicas que achei mais interessantes:

1-  Obesidade não é sem-vergonhice, é doença, definida deste modo este ano pela American Medical Association. Ela causa outras doenças, como hipertensão, apneia do sono e a epidemia de diabetes, entre outras. Também pode ser a causadora de endometriose, problemas nos rins, vesícula, cólon, intestino, próstata…um monte de problemas! Mas é válido dizer que nem todo obeso é doente e nem todo magro é saudável – sua estrutura pode ser de magro, mas a sua saúde não estar bem.

2 -Existem vários tipos de hábitos alimentares: prandial (come muito, porque tem pouca saciedade), o beliscador, aquele que tem compulsão alimentar, quem tem síndrome de comer de madrugada, o caótico…este último é o caos mesmo, pode ter várias coisas junto.

3 – Muitos médicos não tratam da obesidade porque não é uma doença simples e rápida de tratar, exige tempo, dedicação, atenção a outras queixas do paciente, há médicos que não estudam a obesidade, há os que tem preconceito e, ainda, há médicos obesos.

4 – Entre os fatores que causam obesidade estão lipogenese aumentada, oxidação de gorduras deficiente, genética, hábitos ruins desde criança, medicamentos (antipisicóticos, antidepressivos, betabloqueadores, insulina, entre outros) e, claro, consumir mais calorias do que gasta. Dormir pouco engorda. Estresse aumenta o cortisol, que faz engordar (porém, remédios pra controlar a ansiedade também engordam…que difícil!)

5 – A partir dos 30 anos de idade o metabolismo realmente cai…e vai mais devagar, a cada 10 anos (ai!!!).

6 – Abrir mão de algo que você gosta muito de comer, apenas para emagrecer, se não for uma proibição médica, não é uma boa ideia, em algum momento vai falhar. “Coma o que quiser, desde que seja balanceado”, disse o dr. Halpern (isso inclui até o seu refrigerante). O princípio é o controle (e isso é diferente de dieta). Qualquer dieta que seja muito rica ou muito pobre em algum nutriente (dieta da proteína, do abacaxi etc.) é maléfica.

7 – O médico também salientou: “sedentarismo é pior que obesidade”. Se mexer 30 minutos por dia já é suficiente, nem que seja andar 15 minutos até o trabalho e voltar. Suba escada, lave roupa, ande com o cachorro…se mexa!

8 – As bases do tratamento do sobrepeso e obesidade são aquelas que já conhecemos: dieta hipocalórica + atividade física. Porém, o dr. Halpern adicionou a questão “comportamental” aí. Se for necessário tratar a sua cabeça, com terapia ou mesmo medicamentos, trate!

9 – Se for necessário tomar remédios que ajudem no processo de emagrecimento (claro que orientado por um médico capacitado, que avalie que isso é realmente necessário), tome. Tem gente que é totalmente contra esses remédios, mas há casos em que são necessários. Eles não viciam, a questão é do comportamento da pessoa (aí uma terapia acompanhando pode ser importante). Afinal, ser contra tomar remédio que vá ajudar a emagrecer, mas ter que tomar remédio para os males causados pela obesidade é algo estranho, concordam? Se você tiver que tomar algum remédio pela vida inteira, se os médicos assim definirem, ok, não há nada de errado nisso – lembre que existem várias doenças que pedem isso e que obesidade é doença.

10 – O Brasil é o segundo país com maior número de cirurgias bariátricas no mundo! Mas é bom dizer que esta deve ser uma medida extrema, tomada só em último caso mesmo, não deve ser encarada como uma solução rápida para emagrecer.

Bem, esses foram alguns pontos tratados nessa conversa sensacional que tivemos com o médico Alfredo Halpern. Sei que o post ficou bem longo, mas acho que podemos tirar algo bom daí, não acham? Para quem quiser saber mais sobre o médico, ele atende no Hospital das Clínicas (de São Paulo). Ele é o criador da famosa “dieta dos pontos”, então não é difícil encontrar mais dicas dele pelas internets da vida. Depois dessa conversa eu, que não estou realmente gorda, mas sei que preciso ter uma vida mais saudável, tive uma “sacolejada” de que realmente preciso começar a correr atrás disso…e já que se movimentar é essencial, então corramos!

Para mais informações sobre o assunto “obesidade” recomendo o site da Abeso.

#vivapositivamente: visita à fábrica “verde” da Coca-Cola

Foto: Divulgação

Passei os últimos dias, de quinta até ontem, em Maceió. A viagem, além de ter servido para curtir a capital alagoana durante as minhas férias, teve uma motivação especial: conhecer a fábrica “verde” da Coca-Cola, a primeira fábrica de refrigerantes desse tipo na América Latina. A viagem já estava sendo planejada há tempos pelo pessoal que coordena o #vivapositivamente, grupo do qual o meu blog faz parte e que divulga ações ligadas à sustentabilidade e à qualidade de vida.

 A viagem foi fantástica! Muita gente reunida, blogueiros do grupo e outros convidados, para conhecer um trabalho muito bacana que a Coca-Cola vem fazendo. Você sabe como é, quando a gente pensa em fábrica, é bem fácil ligar a poluição, destruição e outras coisas negativas, assim. O que encontrei lá foi bem diferente: um trabalho que é pensado desde o seu planejamento com uma forte preocupação ambiental.

A empresa está seguindo todos os processos para ter a certificação internacional LEED – uma das mais importantes do mundo na questão do desenvolvimento sustentável. Para isso foi preciso adotar várias medidas, como uso de material sustentável, na construção, preferência para o uso de materiais de produtores locais (para que se gaste menos combustível, que se dá em grandes deslocamentos), aproveitamento máximo de recursos naturais, como a luz solar, ambiente seguro para funcionários, tratamento de água e esgoto, menos emissão de poluentes…isso tudo entre outras ações, todas com o objetivo de trabalhar com responsabilidade ambiental. Tudo aquilo que esperamos que todas as empresas tenham, um dia, e algumas coisas que pensamos (eu penso) que gostaria muito de poder implantar em casa. Um trabalho exemplar!

A visita também serviu como confraternização para o grupo de blogueiros que fazem parte do grupo #vivapositivamente. Se você ainda não conhece, o projeto tem como objetivo mostrar e realizar trabalhos que estejam ligados a questões como sustentabilidade, saúde, qualidade de vida e outras coisas bacanas assim. Dentro desse trabalho há ações de blogs que fazem parte do grupo e fazem posts ligados a esses temas ou temas afins. Vale a pena você dar uma olhada!

P.S. Como imaginei que alguém poderia vir com a pergunta “e a história do rato?”, achei por bem fazer esse acréscimo ao post. Bem, quando essa história surgiu eu imediatamente lembrei da visita que fiz à Coca-Cola (Fábrica da Felicidade), no Rio de Janeiro. Lembrei do mega-controle de tudo que vi por lá, de embalagens pet chegando na forma de tubo de ensaio até o momento em que saem já prontinhas, com refrigerante geladinho (caso não saibam, o refrigerante entra gelado nas garrafas…ou seja: tomar um de lá é quase uma coisa “tomar leite da vaca”, no sentido da origem e estar “pronto pra consumo”). Bem, na Solar, a fábrica em Maceió, tive a mesma impressão: é impossível que um corpo estranho entre em uma garrafa de Coca-Cola!

Na visita a gente não pôde chegar super-pertinho das máquinas, justamente por causa do controle, mas deu pra ver tudinho. Os xaropes dos refrigerantes em mega toneis de inox, as mangueirinhas por onde passam os refrigerantes (não dá pra passar nada além disso), a higienização das garrafas (há um sistema para detectar se a garrafa está realmente limpa. Se não estiver, ela volta para nova higienização, se não prestar mais, é destruída e vai pra reciclagem – que, vocês sabem, é diferente de reutilizar). Bem, depois de todo o processo há máquinas só para detectar se o conteúdo das garrafas realmente é só refrigerante, se estão todas com a mesma quantidade do líquido e até se as tampinhas estão bem fechadas e voltadas para a mesma direção! Um controle tão rigoroso, tão cheio de detalhes que até espanta, sabe? Então é isso: não vejo COMO aquela história ser verdade. Olha, teria que ser mágica, porque nem com truque se conseguiria isso.

* Este post NÃO É um publieditorial, ninguém me pagou para escrever sobre o assunto. 

* Estou há um tempão tentando colocar outras imagens neste post, sem sucesso. Assim que possível, tentarei novamente, ok?

UPDATE 1 – Novas fotos da visita:

Na fábrica pudemos ver todo o processo de fabricação dos refrigerantes, desde quando é apenas xarope até o momento em que as garrafas, já cheia, são analisadas, para verificar se estão 100% ok.

 

Rolou um bate-papo virtual com o vice-presidente da Coca-Cola, na visita

UPDATE 2: Esqueci de dizer uma coisa importantíssima: se você tiver vontade de visitar uma das fábricas da Coca-Cola, basta agendar pelo telefone 08000212121. Esse vídeo abaixo explica mais:

 

Nunca é tarde demais

Sabe aqueles sonhos que você tinha quando era criança, até o início da adolescência? Aquele mesmo, de estudar teatro, de escrever um livro de poemas, soltar a voz em um coral, embarcar em um intercâmbio para aprender um idioma no exterior…aqueles sonhos que ainda aparecem na sua cabeça, de vez em quando, mas você pensa “estou velha demais pra isso”? Pois dê uma sacudida na poeira deles! Todo mundo tem umas vontadezinhas secretas, assim, mas que deixa pra lá, normalmente com a desculpa “estou velha demais pra isso”. Então dá uma olhada nessa mulher:

Ela se chama Lillie McCloud, tem 54 anos (!!!!!!!!), tem três filhos, sete netos e sempre quis cantar profissionalmente. Teve que dar prioridade à vida real, em vez do grande sonho, mas nunca o deixou de lado e resolveu correr atrás. Uma prova de que nunca é tarde demais para correr atrás daquilo que se quer muito, concordam?

Gentileza. Que gere mais gentileza!

Gentileza deveria ser algo comum. Tão comum que nem deveria chamar atenção e ter espaço num telejornal. Mas não são tão comuns e se destacam quando acontecem. O lado bom? Ainda acontecem! Olha só essas imagens, que bacana. Aconteceram aqui mesmo no Recife e passaram no telejornal NE TV. Os “flagrantes do bem” foram feitos pelas câmeras de segurança da Secretaria de Defesa Social. Que sirvam de exemplo para se repetirem mais vezes. <3

* Este é o vídeo original, do NE TV.