Arquivos da categoria: Vida

Inspiração: Vídeo da Melissa

Pra começar a semana de maneira animada, segue esse vídeo da Melissa. Nem é novinho em folha, é do dia 18 do mês passado, mas achei bacana e pronto, coloco aqui. Sei que tem gente que vai falar do desperdício de post its (é, de cara também pensei nisso), vai ter gente falando que já viu disso em outros lugares (também vi. E daí? Se a ideia é boa, acho válido fazer).

Enfim: que máximo a mudança dos desenhos, feito apenas com post its, gente! Ficar tudo direitinho assim…trabalheira danada, mas com resultado lindo, né? Mas confesso que o melhor de tudo é o povo poder deixar recados nos papeizinhos, participando da arte toda. Inspira a gente a fazer algo legal também.

Espero que a semana de vocês seja assim como o vídeo: colorida, animada e com gente deixando coisas boas na sua vida, como as mensagens que o povo deixou lá. :)

Mania de Explicação

Quem consegue explicar tudo? Ninguém! E tem umas coisas que são assim, tão difíceis de expressar em palavras, não é mesmo? Eu imagino como os pais devem ficar meio desesperados quando a criança entra naquela fase de perguntar tudo. Mas, não vamos mentir, mesmo na fase adulta também temos muitos questionamentos, a diferença é que muitas vezes guardamos dentro de nós.

Aí um dia eu vi esse livro. Não é novo, é de 2001 e já está na 11ª impressão. Chama-se “Mania de Explicação”, foi escrito por Adriana Falcão e ilustrado por Mariana Massarani. É feito para crianças, mas quem disse que adultos não podem gostar? Afinal, ele traz explicações para coisas como “saudade”, “indecisão”, “certeza”, “angústia”, “saudade”, “vontade” e até AMOR! A primeira vez que vi pensei “quando tiver filhos, lerei para eles”.

Mas eu não tive filhos.  Então presenteei outras crianças e adultos com ele. E me senti bem todas as vezes que fiz isso. Mas agora eu comprei pra mim, só para ler definições como esta, sobre o amor:

“é um gostar que não diminui de um aniversário pro outro.

Não. Amor é um exagero…

Também não. É um desadoro…

Uma batelada? Um enxame, um dilúvio, um mundaréu, uma insanidade,

um destempero, um despropósito, um descontrole,

uma necessidade, um desapego?”

É, isso que ela descreve não sei se é amor ou se é paixão. Sei que é poético e nem explica tanto assim. É sensível, eu sei…mas, desculpa, eu sou assim. E o post é só pra isso: uma dica para aqueles dias em que você percebe que talvez precise de um pouco mais de sensibilidade em sua vida.

Feeling Good


Porque segunda-feira não é um dia fácil para quase ninguém, vamos começar com esse vídeo. Essas lip dub (dublagens) são bem comuns de achar na internet, mas vi esta no Updat or Die e achei o máximo. Um monte de velhinhos em uma casa daquelas feitas só para eles, cantando “Feeling Good”, de Nina Simone (amo!). O refrão diz “It’s a new dawn, it’s a new day, it’s a new life for me and I’m feeling good” (é um novo amanhecer, é um novo dia, é uma nova vida para mim e eu estou me sentindo bem). Não é o máximo que tenha gente dessa idade dando esse recado? Eu curti.

Boa semana para vocês! ;)

* Aproveita e escuta a música na voz de Nina Simone também. Vale a pena!