Arquivos da categoria: Sustentabilidade

#vivapositivamente: visita à fábrica “verde” da Coca-Cola

Foto: Divulgação

Passei os últimos dias, de quinta até ontem, em Maceió. A viagem, além de ter servido para curtir a capital alagoana durante as minhas férias, teve uma motivação especial: conhecer a fábrica “verde” da Coca-Cola, a primeira fábrica de refrigerantes desse tipo na América Latina. A viagem já estava sendo planejada há tempos pelo pessoal que coordena o #vivapositivamente, grupo do qual o meu blog faz parte e que divulga ações ligadas à sustentabilidade e à qualidade de vida.

 A viagem foi fantástica! Muita gente reunida, blogueiros do grupo e outros convidados, para conhecer um trabalho muito bacana que a Coca-Cola vem fazendo. Você sabe como é, quando a gente pensa em fábrica, é bem fácil ligar a poluição, destruição e outras coisas negativas, assim. O que encontrei lá foi bem diferente: um trabalho que é pensado desde o seu planejamento com uma forte preocupação ambiental.

A empresa está seguindo todos os processos para ter a certificação internacional LEED – uma das mais importantes do mundo na questão do desenvolvimento sustentável. Para isso foi preciso adotar várias medidas, como uso de material sustentável, na construção, preferência para o uso de materiais de produtores locais (para que se gaste menos combustível, que se dá em grandes deslocamentos), aproveitamento máximo de recursos naturais, como a luz solar, ambiente seguro para funcionários, tratamento de água e esgoto, menos emissão de poluentes…isso tudo entre outras ações, todas com o objetivo de trabalhar com responsabilidade ambiental. Tudo aquilo que esperamos que todas as empresas tenham, um dia, e algumas coisas que pensamos (eu penso) que gostaria muito de poder implantar em casa. Um trabalho exemplar!

A visita também serviu como confraternização para o grupo de blogueiros que fazem parte do grupo #vivapositivamente. Se você ainda não conhece, o projeto tem como objetivo mostrar e realizar trabalhos que estejam ligados a questões como sustentabilidade, saúde, qualidade de vida e outras coisas bacanas assim. Dentro desse trabalho há ações de blogs que fazem parte do grupo e fazem posts ligados a esses temas ou temas afins. Vale a pena você dar uma olhada!

P.S. Como imaginei que alguém poderia vir com a pergunta “e a história do rato?”, achei por bem fazer esse acréscimo ao post. Bem, quando essa história surgiu eu imediatamente lembrei da visita que fiz à Coca-Cola (Fábrica da Felicidade), no Rio de Janeiro. Lembrei do mega-controle de tudo que vi por lá, de embalagens pet chegando na forma de tubo de ensaio até o momento em que saem já prontinhas, com refrigerante geladinho (caso não saibam, o refrigerante entra gelado nas garrafas…ou seja: tomar um de lá é quase uma coisa “tomar leite da vaca”, no sentido da origem e estar “pronto pra consumo”). Bem, na Solar, a fábrica em Maceió, tive a mesma impressão: é impossível que um corpo estranho entre em uma garrafa de Coca-Cola!

Na visita a gente não pôde chegar super-pertinho das máquinas, justamente por causa do controle, mas deu pra ver tudinho. Os xaropes dos refrigerantes em mega toneis de inox, as mangueirinhas por onde passam os refrigerantes (não dá pra passar nada além disso), a higienização das garrafas (há um sistema para detectar se a garrafa está realmente limpa. Se não estiver, ela volta para nova higienização, se não prestar mais, é destruída e vai pra reciclagem – que, vocês sabem, é diferente de reutilizar). Bem, depois de todo o processo há máquinas só para detectar se o conteúdo das garrafas realmente é só refrigerante, se estão todas com a mesma quantidade do líquido e até se as tampinhas estão bem fechadas e voltadas para a mesma direção! Um controle tão rigoroso, tão cheio de detalhes que até espanta, sabe? Então é isso: não vejo COMO aquela história ser verdade. Olha, teria que ser mágica, porque nem com truque se conseguiria isso.

* Este post NÃO É um publieditorial, ninguém me pagou para escrever sobre o assunto. 

* Estou há um tempão tentando colocar outras imagens neste post, sem sucesso. Assim que possível, tentarei novamente, ok?

UPDATE 1 – Novas fotos da visita:

Na fábrica pudemos ver todo o processo de fabricação dos refrigerantes, desde quando é apenas xarope até o momento em que as garrafas, já cheia, são analisadas, para verificar se estão 100% ok.

 

Rolou um bate-papo virtual com o vice-presidente da Coca-Cola, na visita

UPDATE 2: Esqueci de dizer uma coisa importantíssima: se você tiver vontade de visitar uma das fábricas da Coca-Cola, basta agendar pelo telefone 08000212121. Esse vídeo abaixo explica mais:

 

Novo uso para vidrinhos de papinhas para bebês

Deixa contar uma coisa para vocês: depois da cirurgia que fiz recentemente (tirei a vesícula, acho que já escrevi isso aqui), passei dois dias só me alimentando de líquidos e pastosos. Sopinha, papinha de aveia e…papinha de bebê (aquela, da Nestlé)…rs. Sequer me lembrava se já havia comido aquilo algum dia e nunca tive coragem de experimentar, depois de adulta (sei lá, me passava a impressão de ser algo meio “blergh”, sabe?). Mas, olha só, são gostosinhas, apesar de não terem sal nem açúcar (claro). Mas eu via os potinhos vazios e pensava “ah, poxa, são tão bonitinhos, devem servir pra alguma coisa”. Guardei alguns. Agora vi algumas ideias interessantes do que fazer com eles. Eu não tenho nem meia dúzia, mas se você tem crianças pequenininhas na família, é capaz de haver alguns sobrando, que pode usar. Olha só, as ideias de reutilização dos potes, como são bacanas:

Porta-coisas de costura, com direito a almofada de alfinetes na tampa

Porta-miçangas

Porta-temperos

Mais porta-temperos. Este com ímã no fundo, pra colocar na geladeira

Mini-terrários

 

Potinho para servir mini-sobremesa <3

E então, curtiram as ideias? Reutilização de coisas que iriam para o lixo é sempre algo bacana, né?

Para fazer em casa: kit de desenho

Sempre que vejo crianças agoniadas por terem que esperar alguma coisa em algum lugar, como um consultório médico, por exemplo, só consigo pensar “por que os pais dessas crianças não trouxeram um brinquedo, gibi, livrinho, joguinho ou mesmo caderno e lápis de cor pra essa criaturinha se distrair e poder esperar com menos estresse”? De verdade, não compreendo não ter nada disso na bolsa.

Aí eu vi essa ideia no Apartment Therapy e achei bem bacana: transformar antigas caixas de DVD em um kit de desenho. De um lado, as folhas de papel e, do outro, os lápis de cor. Sustentável, prático e você ainda dá um destino interessante às caixas de DVD que não usa mais (seja porque colocou em outro tipo de embalagem, porque perdeu o DVD ou por qualquer outro motivo).  Vira um estojo bem prático para os lápis de cor da criançada não ficarem espalhados pela bolsa. Curtiram? O passo a passo está todo aqui neste blog (em inglês, mas as fotos já esclarecem tudo).

Fábrica de Alegrias

Na última quarta-feira fiz uma viagem bate-e-volta (fui e voltei no mesmo dia) ao Rio de Janeiro com um objetivo:  ir junto com os blogueiros do projeto #vivapositivamente visitar a fábrica da Coca-Cola. Mas não foi só isso que aconteceu. Nós visitamos a "fábrica da felicidade". É assim que a empresa se refere  à própria fábrica, que não fabrica apenas refrigerantes, mas produz também alegria. Sinceramente, não imaginei que teria um dia tão divertido e receberia lições tão preciosas! Antes de ir à fábrica propriamente dita, almoçamos no escritório da Coca-Cola, no bairro do Botafogo, com essa vista fantástica bem na nossa frente:

De lá, rumo a Jacarepaguá, para conhecer a fábrica. Na chegada, uma surpresa: um portal com o nome "Fábrica da Felicidade". Me surpreendi com o modo que estão preparados para receberem visitantes (que, na maioria das vezes, são grupos de crianças). Esperava que tivessem estrutura e pessoal pra isso, mas não que fosse me sentir quase como em um parque de diversões. Cinema de animação, jogos interativos, cores, luz, história da invenção da Coca-Cola, retratos que "falam", passagem secreta, cinema 3D, museu mostrando todas as lembrancinhas e brindes da marca ao longo dos tempos (os famosos ioiôs e aquelas mini-garrafinhas que fizeram parte da infância de muitas gerações estão lá) e até a possibilidade de descoberta da fórmula secreta fazem parte do passeio. Fantástico!

 

E, ainda, o passeio pela fábrica propriamente dita, claro, com a fabricação dos refrigerantes, garrafas sendo cheias, rotuladas e tampadas…alta tecnologia, higiene total (os visitantes não chegam perto das máquinas, nós passamos por uma passarela e vemos boa parte através de uma vitrine) e preocupação ambiental. Só para você ter uma ideia do tamanho da fábrica: são 10 linhas de produção. Uma delas pode produzir até 36 mil litros de refrigerante por hora! No final do passeio pela fábrica, uma ida à oficina de reciclagem, mostrando várias ideias do que fazer de bonito com as garrafas pet. Bem bacana! Olha aí algumas fotos:

Mas o que fica mais marcado pra mim, nessa viagem foi a alegria com que passamos o dia inteiro, as mensagens de otimismo que a Coca-Cola mostra em todos os seus vídeos e através das nossas guias por dentro da fábrica. Para quem passou uns dias um tanto desanimada, como eu estava, foi uma maravilha! E maravilha ainda maior é conseguir aplicar esses conceitos no seu dia-a-dia, no seu cotidiano. Juro que estou tentando! Tudo isso faz parte do espírito do "Viva Positivamente", encabeçado pela Coca-Cola, do qual o Bolsa de Novidades faz parte e fico feliz em participar. Desconfio que este seja o verdadeiro segredo de tudo…o que acham?

P.S. Agradecimentos à Coca-Cola e à Otagai pelo convite.